A promoção do empreendedorismo tem sido, desde há muito, um objetivo estratégico prosseguido pelo Instituto Politécnico de Castelo Branco. Recorde-se que foi no IPCB que nasceu uma iniciativa que se tornou um emblema de referência nesta área, como é o caso do concurso Poliempreende, que abarca atualmente a quase totalidade da rede de instituições de ensino superiores politécnicas do país.
O IPCB pretende afirmar-se cada vez mais como instrumento de criação de riqueza e emprego através do fomento de novas iniciativas empresariais de cariz inovador, pelo que deu mais um importante passo nesse sentido. Com base no “Regulamento de empresas Spin-off IPCB” está em curso a concessão desse estatuto a uma empresa de base tecnológica que tem a sua génese associada ao conhecimento científico e tecnológico proporcionado pelo IPCB – a Allbesmart.
A chancela spin-off IPCB procura dar destaque a todas as ideias de negócio que se tenham constituído ou que visem constituir-se como empresas e que derivem da capacidade de criação e produção de I&D do IPCB. Nesse sentido, o IPCB encontra-se a ultimar o processo de atribuição à empresa Allbesmart desse selo mas tem já, em fase de estudo, a concessão desse estatuto a outras iniciativas empreendedoras.
Para o Presidente do IPCB, Carlos Maia, “a Instituição vai continuar a incentivar o aparecimento de novas spin-off através do apoio às ideias inovadoras e à sua evolução para pequenos negócios, sendo fundamental garantir também o acompanhamento durante a fase de desenvolvimento, de modo a garantir que a sobrevivência destas empresas é prolongada, uma vez que o aparecimento de spin-off pode contribuir para o crescimento da economia local.”
Rogério Dionísio e Paulo Marques, dois dos fundadores da empresa Allbesmart, recordam que a criação da empresa, sediada no Centro de Empresas Inovadoras de Castelo Branco (CEI), teve a sua génese no desenvolvimento de soluções IoT (Internet of Things), com aplicação e resultados na gestão e operação das cidades e dos territórios.
As soluções são desenvolvidas à medida do cliente e integram eletrónica de sensores, telecomunicações, bases de dados georeferenciadas, computação na nuvem e aplicações para smartphones.
Os colaboradores da Allbesmart são alunos formados ou finalistas do IPCB, em particular da Licenciatura em Engenharia Electrotécnica e das Telecomunicações da Escola Superior de Tecnologia.
Os principais clientes da Allbesmart são os Municípios e as Comunidades Intermunicipais que procuram ganhos de eficiência. Por outro lado, a Allbesmart está atenta às oportunidades de crescimento no setor empresarial, principalmente em setores verticais onde a adoção de tecnologia IoT está em crescimento acelerado.

Partilhe